domingo, 28 de agosto de 2011

Jovem morre enrolado na própria tarrafa

O acidente que causou o afogamento de Ênio Mota da Silva aconteceu na tarde de sexta-feira (26), no Balneário Igarapé Preto, em Cruzeiro do Sul. O rapaz que trabalhava numa empresa de transporte de carga veio de Rio Branco onde estava morando atualmente, passar férias no Juruá.
Ao mesmo tempo em que se divertia com amigos e familiares, Mota arriscava alguns lances de tarrafa no local, onde estavam vários banhistas. Depois de soltar a tarrafa que tinha ficado presa ao fundo, ele teria tentando nadar com o equipamento de pesca e numa parte mais profunda desapareceu nas águas.

Amigos do rapaz e banhistas que estavam no local ainda tentaram o resgate, mas não obtiveram sucesso. Ao tomar conhecimento do fato, o soldado do Corpo de Bombeiros de Sena Madureira, Antônio Carlos de Queiroz Freire que se divertia no balneário, fez buscas e encontrou o corpo. 

“Ele estava com um pé e uma mão enlinhados na tarrafa e já fazia cerca de meia hora que estava desaparecido”, comentou o bombeiro.

Parentes e amigos da vítima disseram que mergulhadores do Corpo de Bombeiros de Cruzeiro do Sul levaram cerca de uma hora para atender a ocorrência após o chamado. Já o IML demorou cerca de duas horas para remover o corpo, segundo testemunhas. O fato causou desconforto no local, um parente da vítima estava inconformado com a demora e ameaçou remover o corpo do jovem por conta própria.

Nenhum comentário: