quarta-feira, 22 de junho de 2011

PSDB lança “agenda positiva” de planejamento para 2012

O Partido da Social Democracia Brasileira começou uma série de reuniões de chamada “agenda positiva” visando às eleições de 2012. As metas tucanas são ousadas e visam aumentar de 2 para 09 prefeitos, de 14 para 40 vereadores em todo o Estado.
O presidente da Regional Estadual, Tião Bocalom e o deputado federal Márcio Bittar se reuniram com os potenciais candidatos as eleições majoritárias e proporcionais do interior para anunciar os desafios. De 1994 até 2010, o partido cresceu sua votação em 46%.
- Os números e a vontade de mudança da população nos deixam bem otimistas. O Partido terá candidatura própria a prefeito na capital e em mais 11 municípios do Estado – disse Bocalom.
O presidente frisou a importância de formalizar acordos com os partidos do PMDB, DEM, PPS, PSL, PTdoB e PSC principalmente no interior onde a campanha acontece em um único turno. Bocalom ver com bons olhos o lançamento de mais de uma candidatura na oposição.
- Na capital como existem dois turnos, podemos lançar até mais de um nome de oposição, para se for o caso de segundo turno ser apoiado por todos – destacou.
Na agenda positiva esta confirmada a inauguração das novas sedes do PSDB em Assis Brasil, Brasileia e Capixaba.
Rocha defende unidade como fator principal
O deputado Major Rocha participou do encontro dos potenciais candidatos na sede do PSDB. Ele defendeu a unidade do partido como ponto principal da agenda positiva. Para o deputado líder dos tucanos na Assembleia, devem ser desprezadas neste momento todas as pretensões individuais.
- O projeto coletivo estar em primeiro lugar. Os candidatos passam e o PSDB fica. Portanto, é hora de chamarmos para compor aqueles que pensam no partido e não candidatura própria – frisou o Major Deputado.
Toinha Vieira disse que apoia o projeto
A deputada estadual Toinha Vieira reafirmou seu compromisso com o PSDB. Em Sena Madureira, Toinha colocou seu nome à disposição do partido, mas frisou que apoia outra candidatura se for o melhor para o projeto.
- Estamos dispostos a apoiar o projeto do partido. E em Sena nosso nome está a disposição não como uma imposição, queremos somar, sempre somar e nunca dividir – disse a deputada.
Da Assessoria/PSDB

Nenhum comentário: