segunda-feira, 9 de maio de 2011

PMs em greve agridem e ameaçam de morte jornalista durante bloqueio da BR-364

Um ato de selvageria contra o trabalho da imprensa foi registrado durante as manifestações grevistas dos policiais militares neste final de semana em Porto Velho. Ao final da tarde de domingo, cerca de 30 PMs de Candeias do Jamari bloquearam a Br 364, na altura da ponte do rio Candeias, utilizando-se de pneus em chamas e ameaça armada contra a população. O repórter Herivelton Rodrigues Palma estava no local registrando os fatos com uma maquina fotográfica, quando os PMs acharam que o jornalista fazia imagens deles, registrando possivelmente o rosto dos grevistas. Os PMs avançaram contra o repórter e após agressões verbais, inclusive acusando Palma de ser um P2 ( policial do serviço reservado) um soldado identificado como Matos sacou de sua pistola e deu coronhadas e encostou com força na costela do profissional de imprensa.

Cercado e acuado, Herivelton, sob ameaça de morte foi obrigado a apagar as fotos da manifestação. Também pegaram a carteira de Palma e retiraram uma fotografia 4x4, afirmando ao repórter que seria usada para identificá-lo em outra situação e que “tomasse muito cuidado”. O repórter após deixar o local registrou uma ocorrência policial na 6ª delegacia de Polícia Civil da capital
.


Fonte: Rondônia Agora

2 comentários:

Anônimo disse...

Ser policial é um meio que os bandidos utilizam para ficarem acorbetados pela lei. Se eles fazem o que os bandidos fazem então o que eles são. Homens de bem é que não é.

portal acrelandia disse...

Ola amigo,gostaria de convidalo a participar do nosso blog.veja:

http://acrelandia24horas.blogspot.com

espero possamos fazer parcerias.

obrigado