quarta-feira, 18 de agosto de 2010

"Chega de maracuataia e perseguição", afirmou Bocalom

O candidato ao governo do Acre Tião Bocalom pela coligação Liberdade, Produzir para Empregar, não perdeu tempo no programa eleitoral na TV e desceu o malho nos irmãos Vianas.

Apresentado como grande conhecedor da agricultura, pecuária e indústria madeireira e ex-prefeito do município de Acrelândia por três mandatos, Bocalom defendeu que "chegou a hora de o povo dar um basta em 12 anos de promessas furadas, maracutaias e perseguições" dos petistas que governam o Acre.

Bocalom disse que é candidato "para enfrentar essa panelinha de irmãos e amiguinhos", referindo-se aos irmãos petistas Jorge Viana, ex-governador e candidato ao Senado, e ao senador Tião Viana, que concorre ao governo.

"Conto com você e seu voto para dar um basta na mentira e na perseguição e nos deixar governar para o ser humano. Com todo o respeito que temos ao meio ambiente, para mim o ser humano tem mais valor que um macaco ou uma árvore. O ser humano é o centro da vida", afirmou o candidato do PSDB.

Bocalom citou os três governos consecutivos do PT no Acre e acrescentou que não foram capazes de cumprir a promessa de gerar 40 mil empregos ou de construir 20 mil casas populares.

"A saúde de primeiro mundo também não chegou. Temos saúde de quarto mundo, pois o povo ainda morre de malária e dengue nas filas dos hospitais", acrescentou.Segundo Bocalom, o Acre tem mais de 200 mil desempregados e entre suas metas está a construção de casas populares para quem realmente não tem renda, além de possibilitar a produção de alimentos.

"Para isso, temos o programa "Panela Cheia", para baixar, para quem depende do Bolsa-Familia, o preço dos alimentos pela metade", prometeu o candidato do PSDB.

Um comentário:

Bocalom é o Melhor! disse...

Ai está nosso próximo governador,Tião Bocalom e não tá p/ brincadeira, seu programa de TV é o MELHOR até agora, o outro Tião fica falando que tá tudo bem, quando o povão sabe que não é bem assim... parece até que ainda tá em Brasília. Os assessores deviam situar ele na realidade do Acre atual, o crime tá solto em Rio Brnaco, a saúde tá uma m***, que tem assalto direto em tudo que é canto desse maravilhoso estado que ele diz que vai 'governar'!